Tradutor - Translate

Total de visualizações de página

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Aguaí, a semente milagrosa dos índios


Sabedoria milenar mostra que temos a cura pra todos os males, basta nos voltarmos pra natureza



AGUAÍ também conhecida como coração de Jesus, semente elétrica, chapéu de napoleão,Jorro-jorro, Patuá de Santo Inácio é uma planta ornamental que pode medir de três a dez metros de altura seu nome científico é Cryssophyllum lucumifolium.

A semente emite vibrações que podem ser captadas pelos processos radiestésicos, pois ela emite uma vibração contínua que pode ser medida pelo pêndulo (Radiestesia) ou aurômetro (um aparelho usado para medir a energia dos corpos). Segundo o Dr. Smith, adepto da macrobiótica e da filosofia oriental, essas sementes protegem as pessoas de doenças e vibrações negativas. Pesquisando e estudando ele chegou à conclusão que, realmente a ela emite uma energia positiva principalmente quando usada constantemente em contato com a pele humana. Segundo ele os resultados são surpreendentes no que tange as doenças alérgicas, renais, rinites, asma e já constatou inúmera curas. As sementes emitem uma vibração contínua que protege o corpo do seu portador, servindo de couraça contra doenças e devolvendo ao homem o equilíbrio psíquico e o bem-estar físico.

A energia emanada pelas sementes produzem em nós um equilíbrio
completo auxiliando na resolução de conflitos internos, protegendo e ajudando a recuperar a saúde e inclusive cooperando na cristalização de riquezas garante o médico Henrique Smith professor da Universidade de São Paulo.

Essas sementes não podem ser ingeridas de forma alguma pois são tóxicas. Depois de muito tempo estudando as sementes de Aguaí ele as partiu e verificou que dentro de seus invólucros continha de cada lado duas amêndoas separadas por uma membrana e perfazendo um total de quatro amêndoas interligadas ao meio por uma película fina que parecia uma foto célula que interligava as amêndoas. Obsrvou que cada amêndoa tem sua vibração própria e o conjunto das quatro vibrações somam-se num total a uma vibração que é caracterizada de Yang ou Yin. Thevetina-A Yang, Thevetina-B Yin, que são glicosídios usados pela medicina como cardiotônicos para o coração. Se dentro de uma amêndoa contiver a Theventina A, a mesma produzirá energia Yang e por outro lado contiver a Theventina B, produzirá uma energia YIN. O que ainda é incompressível é que colocou duas sementes Yang, juntas bem encostadas uma a outra e ao medi-las com o aurômetro a energia que delas emanavam era feminina Yin, a mesma transformação aconteceu quando coloquei duas sementes Yin juntas, a energia se
transformou em energia masculina Yang e quando essas mesmas semenes separadas não perderam sua característica de origem. Ele também constatou que não devemos usar as sementes aleatoriamente, pois se estivermos totamente yin, teremos que usar por algumas horas duas sementes Yang até que comece a aflorar a energia yin, ao contrario se estivermos totalmente yang. Após ter aflorado a energia faltosa usaremos as sementes Yang e Yin juntas.

Segundo o Dr. e professor Massuo Jorge Kato da Universidade de São Paulo, que analisou no Laboratório de Espectromia de emissão Atômica, a estrutura molecular dos glicosídeos que a semente continha afirma que é possível que as substâncias que contém a semente seja absorvidas pela pele devido a alta solubilidade de seu invólucro. Assim a semente junto com o corpo se constituiria numa espécie de administração das mais eficientes, resultando num fluxo constate de glicosídeos cardiotônicos na dose correta. Segundo o Dr. João Lacerda com experiências realizadas no Museu Nacional do Rio de Janeiro percebeu-se que as duas theventinas quando usadas oralmente são igualmente tóxicas e tem ação rápida sobre o músculo cardíaco, paralisando o órgão em diástole e não em sístole como o coração normalmente para. Seu veneno quando usado oralmente é eliminado pelo fígado e não pela urina. Como as sementes que vão serem usadas externamente e as suas substâncias não são ingeridas e sim captadas as suas energias,
não provocam efeitos colaterais nocivos. Segundo Dr. Renato Mayol em sua obra Câncer – Corpo e Alma. Ed. Mercuyo, 1989, a vida se manifesta pelo fluir da energia, a qual poderá ser percebida pela medida das vibrações que emanam do corpo, pois tudo o que existe é uma força manifesta de energia.

Essas vibrações podem ser observadas pelo aurômetro ou outros aparelhos radiestésicos.
Sabemos que as menores unidades da matéria têm determinada vibração que é característica para cada elemento da matéria. A união dos elementos forma substâncias mais complexas e, portanto, com maior freqüência vibratória. As substâncias complexas participam da constituição de uma célula, e o organismo inteiro que é composto de células, tem uma determinada freqüência vibratória que é o resultado do conjunto das freqüências vibratórias de cada órgão. Assim sendo, cada célula é uma pequena “bateria biológica” com uma diferença de potencial entre o seu núcleo e o citoplasma, que pode ser medida e registrada através de eletrodos. Por outro lado, uma célula doente é uma célula com seu padrão normal alterado, e um conjunto de células doentes, obviamente, vibra de forma diferente. O aurômetro (duas varinhas) é como se fosse uma antena onde
posso captar por elas o que se passa com o paciente, principalmente no que tange seus medos, dependências, conflitos e desequilíbrios.

As sementes de Aguaí (Thevetia nerilfolia) contêm, como principais substâncias, os glicosídeos cardiotônicos thevetina-A e thevetina-B. Estes glicosídeos cardiotônicos
são análogos à digitoxina e digoxina, que ocorrem em Digitalis purpúrea. Esta última
tem sido utilizada na medicina popular e moderna como fonte de substâncias para o fortalecimento do coração. Essas auxiliam o movimento de contração do miocárdio no batimento cardíaco tornando-o mais ritmado, resultando numa batida mais lenta porém mais forte.

A utilização de sementes junto ao corpo constitui uma espécie de administração muito eficiente, resultando num fluxo constante de glicosídeos cardiotônicos na dose correta.
Observação importante: é fundamental não usar as sementes que outras pessoas já usaram!

Fonte: http://cybercook.terra.com.br/aguai-equilibrio-pela-natureza-forum.html?cod_forum=33864